Alimentos orgânicos e inorgânicos

Hoje em dia é comum ouvir falar sobre os alimentos orgânicos e os alimentos inorgânicos. Ambos os grupos de alimentos têm suas próprias vantagens e desvantagens, bem como o seu próprio potencial nutricional. Não devemos confundir os alimentos inorgânicos com produtos industrializados, pois se trata de dois grupos completamente diferentes.

Alimentos orgânicos
Os alimentos orgânicos são muito populares entre as pessoas que seguem hábitos alimentares mais saudáveis. São aqueles alimentos como frutas e vegetais que não foram submetidos à aplicação de fertilizantes, herbicidas, pesticidas ou produtos químicos. Também incluem produtos de origem animal não alterados com produtos químicos, antibióticos, hormônios ou qualquer outro tipo de produção forçada.
Para muitos, é um alimento orgânico é um produto nutritivo e para outras é um produto totalmente seguro e limpo.
Em termos gerais, os alimentos orgânicos são todos aqueles que contêm carbono e foram produzidos pelo homem. Classificam-Se em lipídios, proteínas e hidratos de carbono.
Quando uma indústria realiza procedimentos denominados orgânicos não acrescenta aditivos químicos ou substâncias sintéticas com o fim de imitar a natureza.
Apesar de tudo isso, não existe evidência científica que suporta que o consumo de alimentos orgânicos contribuição de um maior número de benefícios para a saúde.
Alimentos inorgânicos
São aqueles que não fornecem energia, neste caso, encontramos com a água e sais minerais que fazem parte de todos os seres vivos e que são necessárias para a saúde plena de nosso organismo.
Os alimentos inorgânicos são em sua imensa maioria, minerais. Um mineral é um elemento inorgânico que se combina com um elemento químico até obter um composto estável que o nosso corpo assimila e transforma em quelato compostos de enzimas, hormônios e proteínas.
RECOMENDADO Propriedades do osso ou semente de abacate
São necessários para a transmissão do impulso nervoso para os músculos, formam tecidos e regulam o equilíbrio hídrico do organismo.
Características
Ambos os grupos de alimentos têm características variadas:
Alimentos orgânicos
São aqueles produtos que se encontram livres de químicos, pesticidas, fertilizantes químicos e qualquer outra substância não natural.
No caso dos animais, estes não receberam alimentos com agrotóxicos ou hormônios ou antibióticos. Só receberam vacinas e medicamentos naturais e homeopáticos.
Têm um maior percentual de nitratos, vitamina C e fenóis.
Têm um tamanho muito menor e um aspecto mais pobre. No caso dos animais, a produção de carne e derivados é menor.

Alimentos inorgânicos
São constituídos por minerais e água. Encontram-Se na natureza e não são parte natural de plantas, animais e seres vivos.
São necessários para que o organismo produza hormônios, proteínas e enzimas.
Garantem o desenvolvimento de novos tecidos.
São responsáveis pelas reações enzimáticas de nosso corpo e de transmitir os impulsos nervosos.
Mantêm o equilíbrio hídrico das células.
Para ser assimiláveis devem passar por um processo de quelação, isso significa que um mineral se combina com elementos químicos formam elementos químicos complexos conhecidos como quelatos.
São inorgânicos em sua forma natural e orgânicos, por estar presente em plantas e animais.
No caso dos minerais encontramos três grupos:
Macroelementos: São aqueles que são medidos em gramas, como o sódio, cálcio, potássio, fósforo, magnésio, cloro e enxofre.
Microelementos: São aqueles que medem-se em miligramas, como o flúor, ferro, iodo, cobalto, manganês, cobre e zinco.
Oligoelementos: São todos os que são medidas em microgramas como o silício, níquel, cromo, lítio, molibdênio e selênio
RECOMENDADO Benefícios do centeio integral para a saúde
Benefícios e vantagens
Os alimentos orgânicos não possuem um percentual de pesticidas e outras substâncias químicas que alterem a nossa saúde a longo prazo. Está provado que alguns produtos, como o morangos e pepinos contêm em sua pele uma percentagem elevada de produtos químicos tóxicos que, a longo prazo, podem afetar nossa saúde.
Tome cuidado com o meio ambiente ao reduzir o consumo de água e a poluição dos solos. Ao não se empregar fungicidas, herbicidas e pesticidas, o solo não contaminado e mantém a sua biodiversidade.
No caso dos animais, nos deparamos com um crescimento sem stress, uma criação em liberdade e sem os sofrimentos de mobilidade e superpopulação que são tão comuns. Além disso, respeita o tempo de desenvolvimento das plantas, frutas e cereais conseguindo maiores concentrações de vitaminas.
Não se irradiam os alimentos, evitando mutações.
Desvantagens
A produção de alimentos organismos é mais cara e tem um desempenho menor.
Seus níveis de produção são baixos se comparados com produtos transgênicos.
São menos adaptáveis às condições de cultivo adversas.
A variedade de produtos é escassa.
São mais suscetíveis a pragas e à concorrência de ervas silvestres.
Lista de alimentos orgânicos e inorgânicos
Os alimentos orgânicos são todos aqueles produtos de origem vegetal ou animal, em que não intervém o uso de substâncias químicas ou alterações genéticas. Por esta razão, qualquer alimento, desde carne até vegetais, frutas e frutos secos podem ser orgânicos.
Os alimentos inorgânicos são os minerais como o potássio, sódio, cálcio, magnésio, selénio, zinco e água.
Contra-indicações
Alguns alimentos orgânicos podem provocar alergias. Existem pessoas alérgicas a frutos secos, frutas, alguns vegetais e frutas, nesse caso, devem evitar o seu consumo para evitar reações adversas.

Fonte:
(1) http://alimentos-organicos.com.ar/alimentos-organicos-ventajas-y-desventajas
(2) http://gastronomadasmx.com/diferencia-entre-alimentos-organicos-e-inorganicos/
(3) https://alimentoscon.com/organicos-inorganicos-convencionales/